18 fevereiro, 2009


Doroteu não aperta campainhas. Diz que não gosta. Diz que tem medo. Que alguém pode ter deixado um fio descascado de propósito. Diz que não lê um livro se encontrar com ele aberto. Diz que não bebe água se o copo encher sem que ele veja. Diz que não ri se não escutar a história inteira. Diz que o teto é frágil. Que a escada não dá em um corredor. Diz que não tem plano de vôo. Diz que conhece uma velha, mas nem sabe direito se ela ta viva. Diz que não sabe se vem. Diz que não escuta rádio. Diz que um dia fizeram uma sangria no seu peito. E que o sangue caindo, matou ele pelo meio. Que nunca mais olhou em um espelho depois disso. Não acredita que ela venha, não acredita que exista essa palavra revelia. Que come um desejo. Que o desejo é uma palavra boa de dizer, mesmo sozinho. Não acredita no relógio. Não sabe se o sol é de verdade. Doroteu diz que detesta documentos. Que não sabe de verdade se nasceu as quatro da tarde. Diz que não sabe se vem. Se ela vem. Diz que não passa recibo. Nem a pau.

7 comentários:

anjobaldio disse...

Cara, você é que é um poeta dukaralho. Fico honrado com tua presença. Grande abraço meu velho.

Caio Rudá disse...

Valeu meu comentário lá no blogue, cara. Bom que gostou.

Aliás já tive o prazer de topar com seu livro "Entre o alho e o sal". Coisa fina e irreverente, se é que é possível.

Abs.

fabiana disse...

Adorei. Tem tanta gente assim - das quais eu quero distância(!). Sangrou e morreu pelo meio, mas vive com muito menos que isso.

E: "Que o desejo é uma palavra boa de dizer, mesmo sozinho". Vou pensar sobre isso.
Bjs!

Georgio Rios disse...

Cara, o doroteu. meu filho tá com tudo,alguém tem coragem de lhe passar os olhos em revsita?.

Um abarço

Maria Muadiê disse...

Doroteu é o cara?

Cheguei aqui pelo Madame K.
Gostei do que vi: originalidade.
um abraço,

lupeu lacerda disse...

grande anjo!
sempre bem vindo
sobrevoando o séquiço sacro

caio rudá,
fiquei feliz pra caralho que o livro tenha chegado em tua mão. somos da mesma trincheira, um grande abraço cumpadi

fabiana, que mágica é o desejo né? só percebi o peso da frase depois que você me mostrou. beijo

georgio rios de águas claras
doroteu é um fila da puta
mas existe né? um monte.

maria muadiê, que nome bonito da porra! seja bem vinda. estamos sempre aqui na esquina: jogando conversa fora, e as vezes, jogando conversa dentro.

Ricardo Thadeu disse...

Man, ducaralho esse Doroteu. Ele é mesmo teu? Ou está esperando ela vir?

Manda ele desligar o desconfiômetro e descansar em paz.

Abraço, Lupa.