08 março, 2011

Tem nada não
Se de vez em quando
No meio de tudo
Você se sentir assim meio,
transparente
A gente é assim mesmo:
Gente.

3 comentários:

Ricardo Thadeu disse...

lupeu, irmão, estás de volta
poesia: azia transparente
hasta siempre

Kleber disse...

Tá belo o blog. Um tanto meio, um tanto transparente, diz do mesmo de muitas maneiras, dessa dor e alegria em ser gente. Beijo Primo!

lupeu lacerda disse...

grande thadeu, grande kleber.
transparente azia de alegria de ser gente.
é nóis.