15 março, 2010


Os homens se soltam.
Tristes em seus discursos de fim
de noite.
Só mais uma.
Os homens se amarram, se prendem,
tristes, as suas camisas suadas de um
time de futebol que decepcionou
no domingo.
Os homens se largam, tristes,
em cadeiras torturantes de dentista.
Os homens tristes,
brigam com outros homens tristes,
pela consumação da última piada.
Depois, os que sobram,
tristes,
pedem uma pizza,
envelhecem,
desmoronam.

3 comentários:

Lara disse...

OI Lupeu.
Cadê aquele blog "eu odeio essa cidade fodida"?
Queria reler alguns texto de lá, mas não o encontro mais. O uqe aconteceu??
Aqueles textos eram bárbaros!!!
Abraços,

lupeu lacerda disse...

querida lara, deletei o cidade fodida, por causa do tempo (de não escrever)
vou tentar revvê-lo, por você e por mim.

Iris Pereira disse...

O Lado Sensual do Futebol
10:18 | Postado por Iris Pereira | Editar postagem
Enquanto todos olham para os jogadores apostando neles a vitória do seu time ou sua seleção de coração, eu vejo com uma ótica diferente, são homens sensuais, pernas fortes, braços ágeis, bocas abertas, peles suadas, olhos atentos, corpos se encontram, se encostam, pernas se enlaçam, mãos que se pegam, rostos tensos, caretas de dor, risos críticos aos erros dos adversários, gestos de raiva quando faz um passe errado, um soco no ar, uma explosão de sentimentos quando leva a bola, o objeto de prazer ao fundo da rede, ai inicia o a dança frenética, o abraço, o passar de mão, a encostada gostosa, o beijo camuflado, o desejo ativado, o rola rola na grama, tudo muito rápido, mas de um prazer absoluto, inebriante, inesquecível, e a entrega é quase imperceptível, mas teve , e totalmente, sem reserva. De volta pra guerra pelo poder da redonda, do premio, do gol...E são noventa minutos de namoro, de carícias, desentedimentos, brigas, questionamentos, até mesmo os gestos mais rudes tem seu lado sensual, bate que eu gosto, afinal estamos brigando por ela, e no final ela não é de ninguém, só a vitória interessa. Apito final, tudo acaba ali? O jogo sim, mas a sensualidade vai junto para o vestiário, onde homens suados, exaustos se desnudam e se esfriam embaixo do chuveiro, deixam a agua escorrer em seus corpos ainda doloridos e tensos pela luta prazerosa por algo que provoca o grito da galera: Gol! Gol! Gol.
E eu vou devagar e disfarçadamente pra minha banheira levando comigo o atleta da vez, para com ele fazermos a jogada do sexo perfeito, onde a disputa agora é para quem tem mais energia e chegar mais vezes ao Gol! Gol! Gol!
Íris Reflete