22 dezembro, 2008


E que deus me livre dos livros
Que a fascinação não me fascine
Que o belo passe batido
E o comum se dilua
No liquidificador de merda
E ração adocicada.
E que deus me livre da lombra
Da imagem irreal
Do mantra do vento nas árvores

E que deus me livre da preguiça
Do cio e do ócio
Das fotografias de sebastião salgado

E que deus me livre das gargalhadas
Da sensação de chuva no rosto
Da brisa na madrugada

E que deus, em sua suprema bondade
Me livre dos livres
E aumente um elo
Na corrente que prende meu pé.

13 comentários:

Lú Farias disse...

Que deus não me livre de nada disso
e que inclua na minha lista de karmas
sexo tipo cachorro no cio,
beijos desintupidores de pia( aqueles que me dás e que me deixam corada),
noites e dias lépidos
drogas alucinadoras,
e você pelo tempo que durar,e que deus queira me castigar bem muito pelos meus pecados,pois quero você por muito tempo em minha vida.
Te amo.

Marta F. disse...

E que deus me livre do ciúme. Se acho tão lindo um amor, não poderei vê-los feios.
O vencedor, seja o amor.

lupeu lacerda disse...

lu,
que seja eterno
que seja terno
que seja etéreo
e repleto de cio
enquanto duro (dure)

e sim marta,
sem ciúme.
ciúme é veneno, nunca é bom.

Ricardo Thadeu disse...

Po-ha, cadê Deus que não me livra dos livres?


Duca, Lupeu, como sempre.
Até

Blog Secundo disse...

E que Deus te livre de Deus!

Tony

Luiza disse...

deus ou é analfabeto ou surdo. aposto.

On disse...

deus? quem é deus?

Gustavo disse...

prudência é cartada de tolos. como me disse, meu irmão: tudo se movimenta. a dor só é mais fodida quando ficamos parados. de resto, que venha a dor. das tentativas, das coisas feitas, dos erros, dos pileques, das mancadas. do olhar brilhando. viva os erros. vida não é acerto. é uma bela tentativa. te amo hermano.

anjobaldio disse...

Massa mesmo! Grande abraço.

Antonio Sávio disse...

Grande poema Lupeu. Mais um para uma antologia genial. Mas como diz você: "Que Deus me livre das antologias, das rãs e das gias..." rsrsrs
Um abraço mestre

fabiana disse...

intenso...uau. sem palavras. nem precisa.

lupeu lacerda disse...

ricardo, também ando na captura do cara. se encontrar te dou um pedaço. sempre perto hermano. valeu demais.

secundo, amigo toninho. que deus me livre de deus. pode crer, fechou o poema.

luiza, deus é apoplético. mas também é meio surdo sim. beijo

tulio maravilha, deus é o coringa do baralho.

deus não admite prudência de verdade mano guga. e que se foda para todo sempre a prudência.

anjo baldio, fera de asas de aço. sempre bom te saber perto. que tuas tintas brilhem em 2009.

grande savio, antologia? antolosapos. são melhores, e comem moscas. valeu mano.

fabiana, muito grato. intenso? dolorido seria mais preciso. mas se dolorido, intenso né? beijo grande.

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny