24 maio, 2007


Ele a olhou como se ela fosse um ser saído de um filme de ficção científica, blade runner? O homem do castelo alto? 2001 uma odisséia do espaço?
Ela o olhou como se ele fizesse parte da paisagem.
Ele quis levantar e ir na direção dela, mas teve medo.
Ela pensou com seus poucos botões: - se esse escroto encostar eu digo que tenho uma doença contagiosa.
Ele chamou o garçom e pediu uma cerveja com gelo no copo.
Ela pediu um Martini seco.
Ele pensou: - porque eu pedi essa porra com gelo no copo?
Ela pensou: - eu deveria ter pedido uma dose letal de qualquer veneno.

A radiola de fichas tocava “angie” na voz sensual de mick Stones Jagger.

*

Depois da quinta cerveja ele decidiu falar com ela.
Depois da oitava dose ela se perguntava onde acharia o otário que pagaria aquela conta.
Ele ia. Desistiu. Passou direto pro banheiro.
Ela esperou. – deve ser advogado. Pensou. Vai esperar que a bebida resolva por ele.

A radiola de fichas tocava “eu não sou cachorro não” e waldick soriano era quase Edith piaf.

*

Ele: - a cor do seu cabelo é bem bonita. (meu deus! Ela vai achar que eu disse que ela pinta o cabelo).
Ela: - eu escuto Vivaldi quando estou cagando. Isso deve influenciar na cor do meu cabelo. (esse imbecil vai dizer a que veio ou não?)
Ele: (rindo a meia boca) – você é bem humorada. (bruta pra caralho) Admiro isso numa mulher. (porra!!! Como é que eu saio dessa??)
Ela: - eu gosto de transar assistindo aqueles filmes antigos da pantera cor de rosa. (vou transformar esse cara numa empada). Gosto também de me masturbar ouvindo o programa de meteorologia. (ele está suando frio). Mas meu sonho de consumo é implantar um pênis com mp3 acoplado. (ele vai vomitar). Me fala uma coisa, você pode pagar minha conta? É que eu nunca tenho dinheiro. E adoro beber. (ele queria ser uma mosca, e voar pra bem longe).

*

Ele: - você é uma figura... (suma, desapareça, apague!)
Ela: - um personagem, você quer dizer né? Sou sim. Uma replicante. Sonhada por philiph k. dick.
Em sua mão uma reluzente arma começa a vomitar um raio fino e azul.

2 comentários:

Kleber disse...

me replico pra desaparecer
dos outros e de mim
em dias desacontecidos

Gabriela Cruz disse...

E assim que começa os grandes amores.