14 abril, 2011

A insanidade do concreto 
é quase nada
Para o beija flor
O vodu do silicone 
é mais que banal
Para o beija flor
O equilíbrio do copo 
em cima da prateleira
É falsa notícia
Para o beija flor
O gás mostarda tem menos importância
Que o grão de mostarda
Para o beija flor

2 comentários:

Gustavo Rios disse...

O mesmo beija-flor de Alceu, o mesmo beija-flor que não pinta por aqui, quando o dia chove, quando o trânsito para, quando as coisas se mostram como realmente são.

Chove nessa porra de cidade, penso em uma caralhada de coisas. Escrevo, no velho compromisso de me manter alerta.

Somos foda, velho. Ainda que aos outros, pareça tão somente duas pessoas comuns, cumprindo com o velha e sacal rito do cotidiano.

Até

lupeu lacerda disse...

você é foda meu camarada. sem meias palavras.